Independentes dos planos escolhidos e seus valores variados, fiquem atentos a todas essas informações a seguir:

  • Qualificação profissional do contratado;

  • No pré voo, devem ser feitos todos os procedimentos de segurança, aeronaves, radio controle e acessórios, além de condições climáticas, etc;

  • Documentação em dia: A homologação da aeronave na ANATEL, registros na ANAC e DECEA; 

  • Avaliação criteriosa de todos os riscos envolvidos em um voo;

  • Realização de voos, somente com 100% de segurança e dentro das normas vigentes;

  • Adequada qualidade e manuseio dos equipamentos e softwares de edições;

  • Considerar um ou mais casos, tais como: logísticas, estadias e alimentação;

  • Antes de iniciar o voo deve ser preenchido um formulário com os riscos e soluções do voo;

  • Todos os voos precisam estarem autorizados pelo sistema Sarpas - Decea

  • E, não menos importante e obrigatório, o seguro aeronáutico RETA(MAPFRE), para cobertura de terceiros;

  • Além das imagens contratadas, considerem outros fatores, como algo a mais, tais como:

Diversas áreas de conhecimento, equipamentos, serviços, dedicação na entrega de um serviço de qualidade e com uma solução para a necessidade do cliente e respeito a prazos.

Observação importante: Qualquer voo fora das normas em vigor, pode gerar multas significativas tanto para o piloto, quanto para o cliente, além de outras penalidades.